Sessões fotográficas divertidas

O Cantinho da Fotografia

Para quem gosta de resgistar os momentos bons da vida... no conforto do lar, num jardim bonito, na praia preferida, num lugar especial!



Se és tu essa pessoa vai à página do Cantinho da Fotografia e juntos podemos fazer uma sessão gira e divertida!







terça-feira, 8 de setembro de 2009

O parto do Rafael - parte 1


Dia 25 de Agosto:
Acho que foi este dia que despoletou o trabalho de parto!
Fui com a Bruna passear para a Quinta do Covelo. Foram 2 horas de muito andamento atrás da princesa, ora pega nela, ora ajuda-a a subir pelas cordas, ora ampara aqui, ora puxa acolá.. eu sentia-me muito bem, como me senti durante o resto do dia todo.

Dia 26 de Agosto:
Durante a noite tive uma dor no útero do lado esquerdo. Foi uma caimbra mto localizada, mas sinceramente não pensei muito nisso porque passou e podiam ser gases, ou qqr coisa do género e não era a 1ª vez que o sentia. A dor acabou por passar.
Qd acordei por volta das 9 sentia uma grande pressão na bexiga, uma pressão diferente e não era constante, ia e vinha, sentia contracções e aliada às contracções sentia o aperto na bexiga! Nt altura ainda não eram mto dolorosas, apenas desconfortáveis, parecia que ia fazer xixi a cada contracção. Comecei a temporizá-las e a verdade é que vinham de 10 em 10 minutos aproximadamente!

Liguei a minha médica que me aconselhou a ir ao ao hospital. Entretanto as contracções mantinham-se e por vezes aumentavam a intensidade. Bom lá fomos nós para o hospital. Fui para os cintos!
As contracções estavam muito certinhas de 10 em 10 minutos e cada vez mais fortes!
O meu co-piloto (como depois o chamei mais tarde já na sala de partos) mantinha-me sempre com um sorriso e gargalhadas, sempre na brincadeira, sempre a dizer disparates, como só ele sabe ser nt ocasiões!
Depois fui para ser observada pela médica, que para minha sorte era a Dra. Paula Nogueira que me tinha visto na última visita ao hospital e por isso sabia de todo o meu historial (informada anteriormente pela Dra. Vera). mal insere o espectro (acho q é este o nome) comunica-me: "Tem rotura de membranas, já não sai daqui!". Pronto, sabia que estava por horas, só não sabia qts :)!
A dilatação estava em 1 dedo e o Rafael ainda não estava encaixado!
Fomos preencher uns papeis e de seguida fomos para a sala de observações onde eu fiquei num compartimento dividido por cortinas com o meu co-piloto. Estive com os cintos o tempo todo. Vieram-me por soro para que eu me pudesse "alimentar" uma x q não tinha comido nada (cheguei ao hospital por volta da 1 e tal da tarde e não tinha almoçado pq não sabia mto bem o que iria acontecer e se por acaso tivesse q ser cesariana tinha q ter os estômago vazio) e a Dra. Paula disse que a nível de indução não poderiam fazer grande coisa porque tinha tido uma cesariana anterior, por isso esperariamos algum tempo para ver se evoluía naturalmente e depois decidíamos o q fazer.

Entretanto as contracções ficaram mais dolorosas e muito menos espassadas, havia xs que mal acabava uma estava logo a começar outra. O meu co-piloto, que controlava tudo pelo monitor onde se registavam as contracções e batimentos cardíacos do bebé, dava-me a mão e ajudava-me a passar aqueles segundo dolorosíssimos ent durava a contracção. Acabava por ser hilariante, e acreditem, este marido é tão fantástico que me fazia rir durante contracções horrorosas, pois ele relatava tudo o q estava acontecer perante o gráfico e o valor da contracção, lol... dizia ele: "é mais forte do que eu" qd eu lhe dizia para se calar, lol

Como as dores estavam a aumentar muito e a dilatação se mantinha em 1 dedo, a enfermeira deu-me uma injecção para aliviar as dores... não adiantou NADA! Só q ntaltura, por muito dolorosas e mais duradouras que estivessem a ficar as contracções eu com o meu co-piloto, lá me ia aguentando, só que às tantas acabamos por ser vencidas pelas dores, pelo cansaço, pela ansiedade, por tudo, e o meu co-piloto às tantas tb começou a ficar mais sério pq me via ali sem poder fazer NADA mais do que já estava a fazer!
Vieram fazer-me o toque e estava com 3 dedos de dilatação, finalmente as coisas tinham evoluído um pouco e eu comecei a ficar nervosinha porque pensava se eu teria "capacidade" estrutural/física para ter um parto normal.
Bom, aqui já eu estava desesperada com as dores, o meu co-piloto tb, ele sofria muito por mim, não sabia o q mais me havia de fazer ou dizer, emprestava-me os braços, as mãos o corpo e eu "abusava" dos músculos á força toda, lol! Lá me vieram dar a epidural, para minha grande surpresa pois eu sabia que só a davam a partir de 4-5 dedos de dilatação.
Lá me deram a 1ª dose de epidural, que juntamente com contracções tão dolorosas e frequentes foi difícil de parar quieta e talvez por isso a 1ª epidural tenha sido mal dada porque não fez efeito absolutamente nenhum. Eu bem q esperei por aquela sensação de "céu/paraíso" que toda a gente fala, mas NADA!
A enfermeira e a anestesista ficaram admiradas, mas resolveram reforçar a dose... resultado... piorei... fiquei com umas dores na zona lombar - HORRÌVELLLLLLLL! Até que perante o cenário de dores insuportáveis e muito constantes a anestesista deu-me outra epidural completa, ou seja mais uma picada dolorosa, e segundo ela quase dose de operação, ao ponto de eu ter ficado com as pernas com formigueiro, mas desta vez RESULTOU... e lá me senti "no céu"!
Por volta das 23 e pouco da noite vieram-me fazer mais um toque e ouço:

"7 dedos de dilatação, para a sala de partos!"

Toda eu tremi, o meu co-piloto tb ficou muito nervoso porque ele achava que eu não tinha estrutura para parto normal. As minhas pernas começaram a tremer de tal maneira que eu simplesmente não conseguia parar... mas o que tinha q ser tinha q ser e lá fomos nós para a sala de partos.

Na sala de partos estavam 2 enfermeiras... uma delas era a enfermeira Pimenta, e q bela enfermeira que me calhou, simplesmente fantástica, do melhor mesmo. Quis confirmar os 7 dedos de dilatação, mas afinal:

"isto não são 7 dedos, são 10, dilatação completa!"

Continua...

11 comentários:

Ana Raquel disse...

Estou em pulgas pa saber o resto...
Bjocas

Mamã Ana disse...

:D!!!!

e mais e mais???

Borboleta disse...

Fantástico relato!

Fico a aguardar pelo resto :)

Eu e Ela disse...

Que maravilha Inês :-)

E que bom poderes ter o teu marido ao teu lado :-)

Eu estive 13hrs a sofrer sozinha :-( é frio, muito frio, mas enfim... ainda por cima não pude levar epidural... mas tudo passa quando damos à luz os nossos tesouros... e que sensação fantástica, não é? ;-)

Agora já deixam assistir no hospital onde tive a Rafaela...

Fico a aguardar o resto do relato...

Beijoca.

Shakti disse...

Aguardo pelo resto...

bj

Rita :-) disse...

Ai meu Deus... que emoção!

Beijos,
Rita e Di :-)

eu disse...

Ai rapriga que isto do conntinua dá cabo de mim!!!!!!!!!!
Não nos deixes aqui no suspense!
Bjkas

Borboleta disse...

Olá Inês!

Sou a Luísa a "futura" cunhada da Susana e da Ilídia!


Muitos parabéns pelos filhotes lindos que tens....

Tens uma família lindissima...

A Bruna deve estar radiante, tal como os papás babados... lol

Desculpa a intromissão, mas descobri os teus Blogs e quero continuar a segui-los....

o meu email é manuelaluisamp@gmail.com

Muitas FELICIDADES e resta-me dar-te os PARABÈNS....

Beijinho

Luísa!

W disse...

Olá Inês!

Bem que relato!!

Quero ler a continuação!!


P.S. Também posso espreitar o teu Rafael? :P

andrea.penim.pinheiro@gmail.com

Beijocas grandes ;)

Ilidia disse...

Tu e o teu maridão!!!
FANTASTICOS

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails